loading…

FOCUSSOCIAL

Campanha “Falar de quem ninguém fala”

Alerta para a situação das crianças migrantes

Falar de quem ninguém fala” é o nome da campanha europeia, lançada no passado dia 18 de janeiro pela  Federação Europeia das Crianças Desaparecidas com vista a catalisar ações que visem alertar para a situação das crianças migrantes.

Pretende-se que seja uma campanha de larga escala e direcionada aos ministros que têm a seu cargo a questão dos migrantes nos Estados-membro da União Europeia. O princípio é simples: cada indivíduo, cada organização, associação ou empresa, é convidada a partilhar uma imagem da rede social Facebook e mencionar o ministro que tem o pelouro dos refugiados, asilo e migração. No caso de Portugal, trata-se de Constança Urbano de Sousa, Ministra da Administração Interna.

“Com esta campanha, pretende-se chamar a atenção para o grande
número de pessoas que poderão estar relacionadas com as crianças migrantes na Europa. Escolhemos o Facebook  por ser uma forma de chegar a um vasto número de pessoas num curto espaço de tempo, podendo, muito rapidamente, ser lançada a petição ao ministro respetivo.
O objetivo é que qualquer pessoa que se preocupe com o destino das crianças, possa envolver-se,”, explica Delphine Moralis, da Federação Europeia das Crianças Desaparecidas acrescentando que  “é  mais que uma petição, uma vez que os próprios governantes serão notificados diretamente no seu posto de trabalho, não podendo, desta forma, evitar a pressão pública. Espera-se com isto que os senhores Ministros possam fazer recomendações para melhorar a situação das crianças migrantes.”

A campanha foi lançada em oito países europeus, juntamente com parceiros da Federação Europeia das Crianças Desaparecidas e com a ajuda de
páginas populares daquela rede social.

O Instituto de Apoio à Criança, como membro da Federação, associou-se a esta iniciativa.

 + info:

www.mentiontheunmentioned.eu
www.lostinmigration.eu

Enviar por email