loading…

FOCUSSOCIAL

Despertar da Primavera acessível a todos os públicos

Em cena de 13 a 23 de julho no Teatro Nacional São João

Dia 16 de julho o espetáculo de Frank Wedekind tem tradução em Língua Gestual Portuguesa

Temas complexos que marcam a juventude, como a sexualidade, a violação, o aborto, a morte, o suicídio ou o conflito entre pais e filhos, são a inspiração para Despertar da Primavera, uma Tragédia de Juventude, a peça mais icónica do dramaturgo alemão, Frank Wedekind. O espetáculo vai estar em cena no Teatro Nacional de São João (TNSJ), entre os dias 13 e 23 de julho, marcando o regresso do Teatro Praga ao palco da Casa, passados dez anos da estreia absoluta de O Avarento ou A Última Festa.

A peça teatral – redigida em 1891 – expõe os dilemas de um grupo de jovens adolescentes, sob um argumento que não pretende ser reescrito ou reinventado, mas, sim, ser um ponto de fuga e um elemento libertador, capaz de misturar expressões do século XIX, neologismos, estrangeirismo e gíria das comunidades LGBT, com a tradução singular de José Maria Vieira Mendes. Despertar da Primavera, uma Tragédia de Juventude é uma criação do Teatro Praga que coloca em ação a crítica da língua e dos costumes preenchida de sarcasmos e impertinência, de canções foleiras e insufláveis de borracha. Aqui, evidencia-se um espetáculo de sinestesias, com uma explosão cor de rosa choque, cor predominante ao longo da peça, onde se espelha o deslumbramento da juventude.

André e. Teodósio, Cláudia Jardim, Cláudio Fernandes, Diogo Bento, João Abreu, Mafalda Banquart, Odete, Óscar Silva, Patrícia da Silva, Pedro Zegre Penim, Rafaela Jacinto, Sara Leite e Xana Novais são os interpretes do espetáculo que resulta de uma coprodução do Teatro Praga, Centro Cultural de Belém, Teatro Viriato e o Teatro Nacional São João. Despertar da Primavera vai estar em cena no TNSJ às quartas e sábados, às 19h00; quintas e sextas, às 21h00; e domingos, às 16h00. A peça é para maiores de 16 anos e o preço do bilhete varia entre os 7,50 euros e os 16 euros.

Uma juventude de todos e para todos
No dia 16 de julho, às 16h00, o espetáculo de Frank Wedekind vai contar com tradução em Língua Gestual Portuguesa (LGP), reforçando o papel de inclusão do teatro, tornando-o um espaço acessível a todos os públicos. O TNSJ propõe ainda uma oficina criativa para crianças e jovens entre os 6 e os 12 anos, onde são convidados a descobrir a peça Despertar da Primavera, uma Tragédia de Juventude e a estimular a sua criatividade, com atividade lúdicas e pedagógicas. A oficina decorre também no dia 16 de julho, entre as 15h30 e as 17h30.

+ info: www.tnsj.pt

Enviar por email