loading…

FOCUSSOCIAL

Câmara Municipal de Lisboa e EAPN Portugal

unidas no combate à pobreza

Já existe um Observatório de Combate à Pobreza na cidade de Lisboa e, de acordo com o Público, será criado um outro a nível nacional, entrando em funcionamento no próximo mês de setembro.

"Há pobreza em Lisboa e este acordo tem por missão lembrar que essa realidade existe através de trabalho conjunto de recolha de dados que irão permitir definir estratégias e políticas de combate à pobreza e exclusão social na cidade", disse o vereador dos Direitos Sociais da Câmara Municipal de Lisboa, João Afonso, ontem, durante uma cerimónia, onde foi assinado um protocolo de cooperação entre aquela edilidade e o Observatório de Luta contra a Pobreza na cidade de Lisboa, tutelado pela EAPN Portugal / Rede Europeia Anti-Pobreza.

No encontro decorrido no Salão Nobre dos Paços do Concelho, esteve também presente o presidente daquela organização não-governamental, Padre Jardim Moreira, que relativamente a este protocolo afirmou estar a cumprir-se “mais uma etapa no combate à pobreza, esperando daqui um exemplo que inspire outros concelhos do país a seguirem o mesmo caminho".

Câmara Municipal de Lisboa e EAPN Portugal unidas no combate à pobreza

Subordinado ao tema “ Pobreza na cidade de Lisboa, uma responsabilidade de todos “a iniciativa contou, ainda, com a presença do diretor do Observatório de Luta Contra a Pobreza, na cidade de Lisboa, Sérgio Aires (e também presidente da EAPN Europa) que falou das premissas de colaboração entre as duas entidades.

“Contribuir para um melhor conhecimento da realidade socioeconómica da população de Lisboa, em particular dos fenómenos de pobreza e exclusão social. Através do reforço e estabilização da cooperação entre a autarquia e o Observatório de luta contra a Pobreza na Cidade de Lisboa, nomeadamente pelo desenvolvimento e aprofundamento conjunto de instrumentos, e sua disseminação, junto dos diversos agentes sociais da cidade, de modo a dotá-los de mais e melhor conhecimento sobre as dinâmicas sociais, contribuindo, assim, para uma melhor atuação no combate à pobreza e exclusão social” é, de um modo geral, o grande objetivo da iniciativa.

Esta ação pretende, ainda, promover, com os diferentes atores da cidade (incluindo os principais interessados, ou seja, as pessoas diretamente afetadas pela pobreza e exclusão social), debates em torno das principais prioridades de atuação, tendo por base uma monitorização dos resultados alcançados, estimulando a reflexão e amplificando o conhecimento, de forma a alcançar os necessários  consensos capazes de dar corpo a recomendações no sentido da experimentação e modelação corresponsável de políticas públicas mais eficazes. 

Fonte e fotografias: Câmara Municipal de Lisboa

Enviar por email