loading…

FOCUSSOCIAL

Semana da Interculturalidade

Por uma cidadania mais inclusiva e mais igualitária

Este ano, a Semana da Interculturalidade, promovida pela EAPN Portugal, decorreu entre 3 e 9 de abril, com um programa que se desenvolveu em diversos pontos do país. À semelhança de outros anos, a iniciativa visa sensibilizar todos os cidadãos para a necessidade de uma sociedade intercultural que tenha presente os valores da solidariedade, da igualdade, do respeito pela diferença e pela diversidade, de forma a garantir uma cidadania mais inclusiva e mais igualitária.

Semana da Interculturalidade

“A interculturalidade, cada vez mais presente na nossa sociedade, exige um conhecimento mais aprofundado das várias culturas que integra. É através do conhecimento de outras culturas e dos contactos que temos com essas culturas que nos enriquecemos enquanto cidadãos. A interculturalidade passa assim pela aceitação e o respeito pelas diferenças. Apostar na interculturalidade é acreditar que se pode aprender e enriquecer através do diálogo e da convivência com outras culturas.”, escreveu Maria José Casa-Nova, do Instituto de Educação da Universidade do Minho, num artigo de opinião publicado na Focussocial.

Em Santarém, por exemplo, no âmbito deste evento nacional  (e da ação Escolhas de Portas Abertas) realizou-se o  “Got Talent Multicultural”, numa organização conjunta do Núcleo Distrital de Santarém e o Programa Agir+ . De acordo com Ricardina Dias, “pretendeu-se fazer uma mostra do potencial das crianças e jovens ao nível das artes, abrindo a iniciativa à comunidade em geral. Realizamos várias atividades tais como karaoke, zumba, música afro e muitas mais demonstrações de talento numa bem animada.
Por sua vez, no distrito do Porto, a semana foi preenchida com cerca de atividades, conforme se pode ver no programa.

Destacamos a iniciativa organizada em parceria com a Câmara Municipal do Porto – Serão da Bonjóia - através da qual se pretende informar e sensibilizar todos os cidadãos para a necessidade de uma sociedade intercultural que tenha presente os Direitos Humanos. Desta forma proporcionou-se conhecer melhor e debater o testemunho de vida de Aristides de Sousa Mendes, enquanto Cônsul de Portugal, em Bordéus, no ano da Invasão da França pela Alemanha Nazi, na Segunda Guerra Mundial, pela voz do seu neto António Pedro de Moncada de Sousa Mendes. A tertúlia foi organizada por “Troupe de Palavras Vivas”, com coordenação de Carlos Revez e Aswin Barros.

Semana da Interculturalidade

+ info: www.eapn.pt

Enviar por email