loading…

FOCUSSOCIAL

Uma pausa com… J. Rentes de Carvalho

J. Rentes de Carvalho (1930), de ascendência transmontana, nasceu em Vila Nova de Gaia, tendo vivido aí até 1945. Frequentou no Porto o liceu
Alexandre Herculano, e mais tarde os liceus de Viana do Castelo e Vila Real. Fez o serviço militar em Lisboa, onde simultaneamente frequentou os
cursos de Românicas e Direito. Obrigado por razões políticas a abandonar Portugal, viveu no Rio de Janeiro, em São Paulo, New York e Paris, tendo
nessas cidades trabalhado para os jornais O Correio Paulistano, O Estado de São Paulo, O Globo e a revista O Cruzeiro.

Em 1956 passou a viver em Amsterdam, na Holanda, para onde foi como assessor do adido comercial da embaixada do Brasil. Licenciou-se na Universidade de Amsterdam com uma tese sobre O povo na obra de Raul Brandão. Nessa universidade foi docente de Literatura Portuguesa desde 1964 até 1988. Desde então dedica-se principalmente à continuação da sua obra literária.

Escreve no blog http://tempocontado.blogspot.com

Fonte: http://jrentesdecarvalho.com

"Ambos à espera do visto, o rapaz atreveu-se a falar. Depois – afinal ela vinha de São Paulo, tão longe – encorajou-se e convidou-a para o café, contou:
- Quando estive em Lisboa a tratar dos papéis, quis casar, mas a rapariga foi sincera, disse que gostava de mim, mas não podia, eu não era o primeiro. O patrão tinha-a desgraçado.
- Mas aqui em Paris, com tantas mulheres. – consola-o a Maria Isaura.
- Está enganada, minha senhora. Qual casar! Nunca! São piores que as da rua. Vão com todos! Fazem tudo!...
- Na sua terra, então, há-de haver boas raparigas… Sérias…
- Pois há – tristonho, a baixar a a cabeça – Mas não fazem nada! Envergonham-se logo!"

J. Rentes de Carvalho in O Rebate

Enviar por email